(15) 9 9854-5397

|

(15) 9 9762-8644

sac@insuforte.com.br

Thuricide
  • Produto Exemplo

Thuricide

THURICIDE é um inseticida biológico destinado ao controle de lagartas, prejudiciais a diversas culturas. Por não ter ação de contato não oferece perigo para insetos benéficos, o que conduz a uma redução na aplicação de inseticidas para as outras pragas. Age somente contra lepidópteros, não apresentando riscos para o homem e o meio ambiente. Por não afetar as abelhas, pode ser aplicado também durante a floração. THURICIDE atua por ingestão, provocando a paralisia do canal digestivo das lagartas, dentro de uma a quatro horas após a ingestão.

Informações do produto

THURICIDE

Inseticida biológico a base de Bacillus thuringiensis kurstaki.

 

THURICIDE é um inseticida biológico destinado ao controle de lagartas, prejudiciais a diversas culturas. Por não ter ação de contato não oferece perigo para insetos benéficos, o que conduz a uma redução na aplicação de inseticidas para as outras pragas. Age somente contra lepidópteros, não apresentando riscos para o homem e o meio ambiente. Por não afetar as abelhas, pode ser aplicado também durante a floração. THURICIDE atua por ingestão, provocando a paralisia do canal digestivo das lagartas, dentro de uma a quatro horas após a ingestão. A partir desse momento elas suspendem sua alimentação e poderão permanecer sobre as plantas de 2 a 5 dias, porém sem causar danos.

 

 

Aplicação:

 

Aplicar logo no início do ataque, repetinindo com intervalo de 7 a 10 dias.

 

 

Modo de aplicação

 

THURICIDE deve ser aplicado por meio de pulverização, utilizando-se equipamentos terrestres (tratorizados, manuais ou motorizados) dotados de bico cônicos.

 

 

Utilizar o volume de aplicação, seguindo as indicações da cultura.

As menores dosagens indicadas em g/ha destinam-se às culturas em início de desenvolvimento infestadas por lagartas recém-eclodidas dos ovos e as maiores dosagens destinam-se às culturas já bem desenvolvidas, infestadas por lagartas grandes.

Nas doses indicadas em g/100 L de água utilizar um volume de calda de:

  • Coqueiro: 400 L/ha;
  • Crucíferas: 400 a 800 L/ha
  • Maracujá: 300 a 600 L/ha.

 

Para controle de Helicoverpa spp.:

 

SOJA - Pulverizador manual, equipamento tratorizado ou motorizado:

  • Para alto volume, utilizar um mínimo de 200 litros por hectare.
  • Para baixo volume, utilizar um mínimo de 40 litros por hectare.

 

ALGODÃO

  • Aérea: Avião agrícola equipado com barra de bicos cônicos ou micronair, altura de voo de 2 a 4 metros, pressão de 30 a 50 lb/pol 2, volume de calda de 20 a 40 litros/ha, velocidade do vento menor que 8 km/hora e UR do ar maior que 70%
  • Tratorizada: Utilizar pulverizadores tratorizados de barra equipados com bicos de jato cônico vazio série D2 ou D3 / difusores adequados de modo a se obter uma boa cobertura das plantas na pulverização. Tamanho de gotas indicado é de 100 a 200m. Pressão de 80 a 100 lb/po12 e volume de calda de 100 a 120 litros/ha.

 

Adicionar um espalhante-adesivo à calda.

Observações locais deverão ser efetuadas visando evitar a deriva e a evaporação do produto.

Para preparar a calda, despejar o produto sobre a água, agitando lentamente até a formação de uma calda homogênea, mantendo-a sob constante agitação e utilizando-a no mesmo dia da preparação.

 

 

MODO de AÇÂO

  1. A larva ingere o Bt.
  2. A toxina dos cristais se dissocia com a alcalinidade do intestino médio.
  3. Moléculas de protoxina são liberadas a partir da dissociação do cristal.
  4. As moléculas da protoxina são “ativadas” pelas enzimas digestivas dos insetos.
  5. As moléculas de endotoxina ativadas ligam-se a receptores celulares do intestino médio.
  6. As toxinas destroem a membrana celular do intestino médio.
  7. O intestino é paralizado e o inseto pára de alimentar-se.
  8. A morte ocorre por choque osmótico, septicemia (pela germinação de esporos) ou fome.

 

PRAGAS DOSAGENS:  

 

  • Curuquerê Alabama argillacea 250 - 500 g/há
  • Lagarta-da-soja Anticarsia gemmatalis 250 - 500 g/ha
  • Curuquerê-da-couve Ascia monuste orseis 60 g/100 L
  • Lagarta-das-palmeiras Brassolis astyra astyra 100 g/100 L
  • Lagarta-das-palmeiras Brassolis sophorae 100 g/100 L
  • Lagarta-do-maracujazeiro Dione juno juno 100 g/100 L
  • Mandarová Erinnys ello 250 - 500 g/há
  • Mandarová-do-fumo Manduca sexta paphus 250 - 500 g/ha
  • Curuquerê-dos-capinzais Mocis latipes 250 - 600 g/ha
  • Traça-das-crucíferas Plutella xylostella 60 g/100 L
  • Lagarta-falsa-medideira Pseudoplusia includens 250 - 500 g/há
  • Lagarta-falsa-medideira Rachiplusia nu 250 - 500 g/ha
  • Lagarta-militar Spodoptera frugiperda 250 - 600 g/ha
  • Lagarta-mede-palmo Trichoplusia ni 60 g/100 L

 

Registro emergencial Helicoverpa spp.:

 

 DOSAGENS ALGODÃO SOJA Helicoverpa spp. 500-750 g/ha